Rua Bibiano Pereira da Rocha, nº 2-A, Morro Azul - Flamengo
+55 (21) 2553-3485
contato@shooto.com.br
O SHOOTO

Fundado no fim da década de 80 por Satoru Sayama

com o nome de Japan Open, o Shooto foi o primeiro evento de Vale Tudo profissional realizado no Japão e reuniu nomes consagrados da modalidade.

Uma das mais tradicionais competições de MMA do mundo, o Shooto já foi considerado o “Pride dos Leves” e revelou grandes nomes do atual MMA. 

Saiba mais

DETENTORES DOS CINTURÕES

Conheça os campeões do Shooto Brasil

GILBERTO “CANGACEIRO”

Peso Super-palha

Gilberto Cangaceiro, da Constrictor Team, sagrou-se campeão dos super-palhas (até 54kg) ao derrotar Werick Dinamite, da Beto Padilha Team, com um lindo mata-leão a 1min e 22seg do segundo round. O combate aconteceu em setembro de 2018, na cidade de Volta Redonda (RJ). Foi o segundo título do Shooto na carreira de Cangaceiro, que já havia sido campeão dos palhas do evento.

JHONATA SILVA

Peso Palha

O carioca Jhonata Silva conquistou o cinturão dos palhas ao vencer Yan Teixeira no Shooto 74, em agosto de 2017. O jovem de 21 anos apaixonou-se pelo MMA em 2009, quando assistiu pela TV à vitória de Lyoto Machida sobre Rashad Evans no UFC. Posteriormente, conheceu a Usina de Campeões, projeto social do lendário Pedro Rizzo: “Ali eu encontrei o lugar ideal para dar início ao meu sonho de ser um campeão”.

RAFAEL MACAPÁ

Peso Mosca

 Rafael Macapá venceu o então campeão dos moscas, Luan Danger, por decisão unânime no Shooto Brasil 85, em junho de 2018. O confronto contou com três rounds eletrizantes e um verdadeiro show das torcidas nas arquibancadas da Upper Arena. Após controlar Danger no chão e sair com o título, Macapá declarou: “Eu me considero um grappler, não sou striker, então faço o que sei de melhor, vou pegar. Não que eu não esteja pronto para lutar em pé, mas sou do Jiu-Jitsu!”.

GERALDO DE FREITAS

Peso Galo

O mineiro de Conselheiro Lafaiete, Geraldo “Espartano” de Freitas Jr., conquistou o cinturão dos galos ao vencer Luciano Benício por decisão unânime no Shooto 74, que marcou a estreia da Upper Arena, a nova casa do Shooto Brasil. Aos 25 anos, o atleta da Rio Fighters é considerado uma das grandes promessas para o MMA internacional.

LARA PROCÓPIO

Peso Galo

Lara Procópio tornou-se a detentora do cinturão peso-galo (até 61,2kg) ao vencer Mariana Morais em uma luta eletrizante no Shooto 81. Com um jogo de chão muito afiado, Lara quase finalizou a oponente logo nos primeiros segundos de luta com uma chave de braço. Os dois rounds seguintes foram muito equilibrados, mas no final prevaleceu o domínio inicial de Laura Procópio, e a atleta da Nova União foi declarada vencedora por pontos.

GLYAN ALVES

Peso Super-galo

Glyan Alves, da equipe Master Fight Team, tornou-se campeão da recém inaugurada categoria super-galo (até 63,5kg) em março de 2018, no Shooto 81, ao vencer Pedro Falcão, da Nova União, por nocaute técnico. Em setembro do mesmo ano, Glyan nocauteou Fiuri Ribeiro no Shooto 88 e manteve o cinturão.

LEONARDO LIMBERGER

Peso Pena

O gaúcho Leonardo Limberger, pupilo do lendário Pedro Rizzo, venceu Adonilton Matos por decisão unânime no Shooto 82 e sagrou-se campeão dos penas (até 66kg). Em setembro de 2008, Limberger derrotou Fabricio Negão por decisão unânime no Shooto 88 e manteve o título.

KAUÊ FERNANDES

Peso Super-pena

Considerado uma das grandes revelações da equipe Nova União, Kauê Fernandes venceu o amazonense Jameson Oliveira no Shooto 86 com um nocaute antes dos dois minutos iniciais do combate, após uma sequência no ground and pound. Com a vitória, Kauê tornou-se o primeiro campeão da categoria até 68kg.

FABRÍCIO “NEGÃO”

Peso Leve

Em sua luta de estreia no Shooto Brasil, Fabrício Negão, da equipe Ribas Family, derrotou o ex-UFC Valmir Bidu no Shooto 82 e tornou-se o campeão dos dos leves (até 70kg). O cinturão pertencia a Ronys Torres, atual campeão da categoria ultra leve (até 72,6kg). Natural do Piauí, Fabrício agora está com sete vitórias consecutivas.

RONYS TORRES

Peso Ultra-leve

O ex-lutador do UFC, Ronys Torres, manteve o cinturão dos ultra-leves ao vencer o desafiante Marcio Bruno na luta principal do Shooto Brasil 87, edição BOPE. Após dominar os dois primeiros rounds do combate, Ronys conseguiu encaixar um mata-leão e garantiu o título.

CARLÃO SILVA

Peso Super-leve

Ao derrotar o paulista Felipe Douglas por nocaute no Shooto 78, Carlão Silva tornou-se o primeiro campeão da divisão dos super-leves, recentemente incorporada à competição. Natural do Rio Grande do Norte, Carlão agora possui um cartel de 11 vitórias e apenas uma derrota.

HERNANI PERPETUO

Peso Meio-médio

O ex-UFC Hernani Perpétuo sagrou-se campeão mundial dos meio-médios do Shooto ao derrotar o belga Tommy Depret. A luta eletrizante aconteceu durante o tradicional Shooto BOPE. Mesmo diante de um oponente duro, o atleta da Nova União manteve-se superior durante os três rounds e garantiu a vitória por decisão unânime dos árbitros.

ALESSANDRO MACEDO

Peso Super Meio-médio

Jhonata Silva conquistou o cinturão dos peso-palha ao vencer Yan Teixeira no Shooto 74. O jovem de 21 anos apaixonou-se pelo MMA ao assistir pela TV a vitória de Lyoto Machida sobre Rashad Evans no UFC 98, em maio de 2009. Encontrou na Usina de Campeões, projeto social criado por Pedro Rizzo, o lugar ideal para dar início ao sonho de também ser um campeão. Hoje, Jhonata treina na Nova União.

CARLOS “ÍNDIO”

Peso Médio

Em uma decisão dividida dos juízes, Carlos Índio (Dragon Fight/ Nova União) derrotou Gustavo Besouro (RFT) e tornou-se o campeão sul-americano meio-médio do Shooto. Foi o segundo cinturão de Índio, que em 2011 já havia conquistado o título da categoria peso-médio (até 84kg). Aos 38 anos, o veterano acumula 33 vitórias e 12 derrotas.

CARLOS “CACHORRÃO”

Peso Meio-pesado

Carlos Eduardo Cachorrão (Dragon Fight /Nova União) conquistou o cinturão meio-pesado ao vencer o pernambucano Willyanedson Paiva no Shooto 62. Faixa preta de jiu-jitsu, logo no primeiro round Cachorrão conseguiu levar a luta para o chão e finalizar seu adversário com um armlock. Aos 35 anos, o veterano e ex-Bellator conta com 16 vitórias e quatro derrotas.

CAIO ALENCAR

Peso Pesado

Caio Alencar, o “Caião”, conquistou o cinturão peso-pesado ao vencer Rodrigo “Dragão” Guelke no Shooto 52. Após três rounds de muita trocação, o atleta da Kimura Nova União conseguiu tornar-se campeão da categoria por decisão unânime dos juízes. Foi sua primeira vitória por pontos: antes disso, havia vencido sete vezes, sendo quatro por finalização e três por nocaute.

Shooto 87 BOPE

Confira os melhores momentos do Shooto 87 BOPE

– SAIBA MAIS –

O SHOOTO É O EVENTO BRASILEIRO QUE MAIS REVELA ATLETAS PARA O MMA MUNDIAL.

PATROCÍNIOS

Algumas empresas que nos ajudam a fazer a diferença!