Rua Bibiano Pereira da Rocha, nº 2-A, Morro Azul - Flamengo
+55 (21) 2553-3485
contato@shooto.com.br

Shooto 83: Geraldo de Freitas finaliza e mantém cinturão; Hernani Perpétuo vence em retorno.

Shooto 83: Geraldo de Freitas finaliza e mantém cinturão; Hernani Perpétuo vence em retorno.

Foto: Natalino Werneck/ Werneck Produções.

 

Shooto Brasil 83 Geraldo de Freitas finaliza e mantém cinturão; Hernani Perpétuo vence em retorno

No aquecimento do UFC Rio 9, edição coroa pupilo de Miltinho Vieira, que bateu Rafael Apocalipse com um belo mata-leão e manteve título; Perpétuo vence por nocaute.

Na véspera de mais uma edição do UFC no Rio de Janeiro, o Shooto Brasil tratou de providenciar um aquecimento em grande estilo. Na Upper Arena, tradicional berço do evento, na Zona Sul carioca, a edição 83 coroou o mineiro Geraldo de Freitas, que manteve o cinturão peso-galo (até 61kg) ao bater Rafael Apocalipse com uma finalização ainda no round inicial. O evento contou com outras nove lutas, com destaque para a vitória do campeão mundial do Shooto e ex-UFC Hernani Perpétuo. Ele bateu Raimundo Reginaldo por nocaute também no primeiro assalto. A próxima edição do Shooto acontece no dia 26 de maio, novamente no Rio de Janeiro.

A luta principal do Shooto Brasil 83 colocou frente a frente o mineiro Geraldo de Freitas defendendo seu cinturão pela primeira vez diante de Rafael Apocalipse, muito empurrado pela torcida. E o pupilo do ex-lutador Miltinho Vieira mostrou porque é o campeão peso-galo do Shooto Brasil. Com uma atuação impecável, ele derrubou Rafael e trabalhou o jogo de chão até encaixar um mata-leão fatal que botou fim ao duelo antes do término do primeiro round.

O co-main event da noite marcou o retorno de Hernani Perpétuo ao Shooto Brasil. Campeão mundial do evento, ele teve passagem pelo UFC e havia feito apenas duas lutas nos últimos quatro anos desde que deixou o Ultimate. O adversário era Raimundo Reginaldo e o o que se viu foi um verdadeiro atropelo do atleta da Nova União. A vitória veio por nocaute a poucos segundos do fim do primeiro round após sequência avassaladora de socos.

Wellerson Galinho e Aleandro Caetano fizeram, provavelmente, o combate mais movimentado da noite. Com os dois alternando bons momentos, quem levou a melhor, além do público que viu uma grande luta, foi Wellerson por unanimidade. Muito apoiado pela torcida presente a Upper Arena, o mineiro Filipe Jesus correspondeu às expectativas e bateu Andrey Augusto por decisão dividida após uma verdadeira batalha.

Finalizações e nocaute relâmpago marcam lutas iniciais

Ex-desafiante peso-mosca do Shooto, o baiano Jafel Filho se recuperou do último revés e bateu Weder Aparecido com um mata-leão preciso no primeiro assalto. Outro grande momento da noite foi protagonizado por Daniel Lacerda. Com menos 30 segundos de luta ele aplicou um lindo chute alto em Yarlei Jr. e venceu por nocaute após mais uma sequência de socos. Cauata Samuel foi outro vencedor ao bater Marcos Silva por finalização com uma bela chave de braço ainda no round inicial.

O primeiro nocaute do Shooto Brasil 83 veio do combate entre Diego Domingos e Maikon Ferreira. Com os atletas já desgastados, Domingos conectou um jab derradeiro a dois minutos do fim da luta que apagou Ferreira. Junior Luiz e Milson Castro fizeram um embate equilibrado, desenrolado na luta em pé e que terminou melhor para Milson, por unanimidade. Já a primeira luta da noite não teve vencedor. Daniel Hortegas e Rafael Kamikaze protagonizaram um confronto desenvolvido quase todo no chão e que acabou empatado ao final dos três rounds.

Shooto Brasil 83 – Resultados oficiais

Geraldo de Freitas finalizou Rafael Apocalipse com um mata-leão aos 2mim e 36seg do primeiro round
Hernani Perpétuo venceu Raimundo Reginaldo por nocaute técnico aos 4min e 35seg do primeiro round
Werlleson Galinho venceu Aleandro Caetano por decisão unânime
Filipe Jesus venceu Andrey Augusto por decisão dividida
Jafel Filho finalizou Weder Aparecido com um mata-leão aos 4min e 15seg do primeiro round
Daniel Lacerda venceu Yarlei Jr. por nocaute aos 29seg do primeiro round
Cauata Samuel finalizou Marcos Silva com uma chave de braço aos 2min e 41seg do primeiro round
Diego Domingos venceu Maikon Ferreira por nocaute aos 3min e 38seg do terceiro round
Milson Castro venceu Junior Luiz por decisão unânime
A luta entre Rafael Kamikaze e Daniel Hortegas foi declarada empate dividido

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *