Rua Bibiano Pereira da Rocha, nº 2-A, Flamengo, RJ
+55 (21) 2553-3485
midiashootobrasil@gmail.com

Shooto Brasil 106: Manchinha leva título, e Aleandro Caetano ganha cinturão após ser “nocauteado”

Shooto Brasil 106: Manchinha leva título, e Aleandro Caetano ganha cinturão após ser “nocauteado”

Thiago Manchinha protagoniza reviravolta e é campeão peso-leve. Aleandro Caetano leva pedalada de Fiuri Ribeiro, apaga, e fica com título dos super-galos após desqualificação

Por Combate.com

O Shooto Brasil 106, realizado neste último domingo, no Rio de Janeiro, coroou dois novos campeões. Um deles foi Thiago Manchinha, 34 anos, que protagonizou uma reviravolta no duelo com Fabrício Negão e venceu com um mata-leão aos 3m do quarto round, se tornando o novo campeão peso-leve (até 70kg) da organização. Manchinha, agora com um cartel de 19 vitórias e nove derrotas, já havia sido campeão peso-pena (até 66kg) do Shooto Brasil em 2017.

Na co-luta principal, que valia o cinturão dos super-galos (até 63,5kg), uma desqualificação deu o título a Aleandro Caetano, que enfrentou Fiuri Ribeiro. Aos 4m51s do primeiro round, quando Aleandro jogava golpes no ground and pound e dominava o rival, Fiuri disparou o calcanhar e fez Aleandro cair apagado. O árbitro Fernando Portella decretou o fim da luta e Aleandro foi declarado o vencedor. 

Entre os destaques da noite esteve também Wildemar Besouro, que venceu Jair Sorriso após aplicar um mata-leão aos 2m17s do terceiro round, em duelo no meio-pesado (até 93kg). Quem também venceu por finalização foi Tatiane Brutos, que aplicou um kata-gatame em Larissa Vaz aos 3m16s de luta, pelo peso-galo (até 61kg). 

No duelo que abriu a noite do Shooto Brasil 106, Elaine Lopes venceu Duda Caloi com o único nocaute do evento, aos 4m21s do segundo round, após duro ground and pound. A luta foi válida pelo peso-palha (até 52kg). 

Confira todos os resultados do Shooto Brasil 106:

Thiago Manchinha venceu Fabrício Negão por finalização aos 3m00s do R4
Aleandro Caetano venceu Fiuri Ribeiro após desqualificação por golpe ilegal aos 4m51 do R1
Tamires Vidal venceu Yana Gadelha por decisão unânime
Wildemar Besouro venceu Jair Sorriso por finalização aos 2m17s do R3
Carlin Let’s Go venceu Jonas Diabo Loiro por decisão unânime
Rayanne dos Santos venceu Mai Amanajas por decisão unânime
Edilson Jr. venceu Lucas Oliveira por decisão unânime
Genison Polar venceu Everton Rodrigues por decisão unânime
Tatiane Brutos venceu Larissa Vaz por finalização aos 3m16s do R1
Jefferson Todynho venceu Bruno Cardoso por decisão unânime
Elaine Lopes venceu Duda Caloi por nocaute técnico aos 4m21s do R2

Deixe uma resposta