Rua Bibiano Pereira da Rocha, nº 2-A, Morro Azul - Flamengo
+55 (21) 2553-3485
contato@shooto.com.br

Shooto Brasil 98: Yan Teixeira conquista cinturão interino com finalização no terceiro round

Shooto Brasil 98: Yan Teixeira conquista cinturão interino com finalização no terceiro round

Evento teve ainda derrota de Wendell Negão, ex-UFC, e de “xará” de Renan Barão

O Shooto Brasil 98, realizado no último sábado no Rio de Janeiro, teve cinturão interino em disputa. O título provisório do peso-super-palha (até 54,4kg) foi conquistado pelo carioca Yan Teixeira, que finalizou Dôglas Puro Osso com um mata-leão no terceiro round para escrever seu nome na história do evento. Ele agora deve encarar o campeão linear, Gilberto Cangaceiro, que estava fora de ação devido a uma lesão.

Teixeira e Puro Osso defendiam boas fases e fizeram uma boa luta na posição principal do card. “Yanzinho” controlou o primeiro round e conseguiu um knockdown. No segundo round, Dôglas reagiu e fez um round parelho. No terceiro período, Teixeira iniciou seu ataque com uma entrada de finalização nas pernas, evoluiu para pegar as costas e finalizou com um mata-leão.

Na co-luta principal, o ex-UFC Wendell “Negão” Oliveira chegou cheio de expectativas e fez um dos melhores combates da noite contra Luis Felipe Dias. Entretanto, o adversário pressionou bastante desde o primeiro round, e acabou vencedor por decisão unânime dos juízes. O atleta paulista conquistou sua terceira vitória consecutiva, a segunda no Shooto.

Uma curiosidade do card foi a presença de um Renan Barão. Mas não, não era o ex-campeão do UFC e ex-membro da Nova União. Era um “homônimo”, nome completo Renan Nascimento Silva, carioca, oriundo da equipe Caverna Team. Ele fazia sua estreia no MMA e acabou finalizado por Carlos Veras, da Nova União, ainda no primeiro round. Veras também estreava no MMA profissional, mas vinha credenciado por um cartel de cinco vitórias e duas derrotas como amador.

Resultados completos do Shooto Brasil 98:

Shooto Brasil 98
23 de novembro de 2019, no Rio de Janeiro (RJ)

Yan Teixeira venceu Dôglas Puro Osso por finalização aos 3m53s do R3
Luis Felipe Dias venceu Wendell Negão por decisão unânime
Humberto Rangel venceu Jonas Diabo Loiro por decisão unânime
A luta entre Marcos Cordeiro e Samuel Midas terminou empatada
Erick Visconde venceu Alberto Pantoja por decisão unânime
Lucas Camacho venceu Alan Madal por nocaute a 1m28s do R2
Yan Ferraz venceu Vinícius Ferreira por nocaute aos 2m29s do R1
Aline Prado venceu Nathielly Macuxi por decisão unânime
Derick Borges venceu Matheus Camillo por finalização aos 4m03s do R1
Marcos Novaes venceu Luis Felipe Oliveira por decisão unânime
Carlos Veras venceu Renan Barão por finalização a 1m07s do R1
Thalita Soares venceu Vanessa Marituba por nocaute a 1m35s do R1

Deixe uma resposta